A revisão tributária de uma empresa pode fazer com que ela evite custos desnecessários e pague apenas realmente os impostos que deve pagar, evitando assim que a alta tributação brasileira afete os lucros da empresa. Segundo Alessandra Cristina Borrego Matheus, De Biasi Auditoria, Consultoria e Outsourcing, “Um dos objetivos de uma revisão e uma gestão tributária eficiente é propiciar que a empresa se utilize dos benefícios fiscais aplicáveis ao seu segmento, bem como avaliar se a empresa, ao apurar seus tributos, o faz da maneira mais eficiente, com observância nas normas aplicáveis bem como jurisprudências, instruções normativas e ainda teses judiciais que possam trazer benefícios à empresa”.

De acordo com a consultora, a revisão tributária é aplicada às pessoas jurídicas em geral, independentemente do seu regime tributário do IRPJ, e que a revisão vai além do caráter preventivo. O importante na revisão tributária é conhecer o segmento de atuação da empresa, legislação aplicável, discussões judiciais que envolvem as operações, entre outros aspectos.

Os setores de farmácia, supermercados e postos de gasolina, possuem características particulares, pois como característica a venda de produtos sujeitos à substituição tributária e podendo ter o ressarcimento do ICMS ST, e a recuperação de PIS e COFINS para empresas tributadas pelo SIMPLES Nacional.

Se tratando da recuperação de créditos, Alessandra traz dados de um levantamento da própria De Biasi Auditoria, Consultoria e Outsourcing, referente ao total de valores recuperados com a revisão fiscal de empresas, de dois anos para cá, com o auxílio da De Biasi. Os dados apontam que, desde 2019, já foram levantados em torno de R$ 60 milhões em créditos tributários. Também é preciso ficar atento ao aspecto de conformidade tributária.

Segundo Alessandra, “Estar em conformidade tributária também é uma forma de contribuir para a saúde financeira da empresa, pois evita aplicações de multas e cobrança de débitos em caso de fiscalização que não sejam de seu conhecimento”.

Fonte: It Press Comunicação

Créditos da foto: Anna Nekrashevich (Pexels)

Assuntos relacionados:
gestao tributaria | empresas | impostos |

Veja também

MEI deverá recolher DAE de funcionário

MEI deverá recolher DAE de funcionário

Microempreendedor Individual – MEI deverá arrecadar o DAE, Documento de Arrecadação do eSocial, de seu funcionário à partir de outubro de 2021

Leia mais...
Empresas com dificuldade de pagar as contas

Empresas com dificuldade de pagar as contas

Segundo pesquisa do Sebrae, um em cada dez empreendedores estão com dificuldades para pagar as contas por falta de reserva de caixa

Leia mais...
Entenda como funciona o Pronampe

Entenda como funciona o Pronampe

Entenda como funciona o programa voltado a micro e pequenas empresas sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro

Leia mais...
Dias Gomes Contadores -
Escritório de contabilidade
Mogi das Cruzes - São Paulo
Site criado por ECinco Tecnologia
Dúvidas? Fale conosco